Aplicativo vende passagem online e mostra horário de ônibus

Ponto de ônibus.

Ponto de ônibus.

Os modernos aplicativos de celular estão ajudando muita gente ir mais longe, com o mínimo de esforço. É assim que as agências de turismo na internet, como a Quero Passagem esperam disputar uma boa fatia do mercado de passagens rodoviárias e aéreas do Brasil. Além de disponibilizar as reservas de bilhetes rodoviários pelo computador, tablet e smartphones, a empresa lançada no país em setembro de 2013, já tem seu aplicativo próprio, para facilitar as viagens de quem opta pelo ônibus. O recurso tecnológico tem um sistema integrado com GPS para calcular o tempo restante das rotas e ajudar o usuário a avisar parentes e amigos, o momento exato de irem até o terminal rodoviário.

Essa é apenas uma das infinitas possiblidades que esses novos dispositivos estão oferecendo para quem não dispensa as praticidades da tecnologia. Há aplicativos que localizam táxi, comparam preços entre serviços, reservam hotéis, dão descontos em restaurantes e localizam os próximos horários de ônibus, como o “Ônibus Online”, criado por uma companhia de ônibus de Poços de Caldas, em Minhas Gerais. Depois que o preço das passagens rodoviárias da cidade subiram, a novidade apareceu como forma de minimizar o prejuízo. A ideia é garantir ao cliente que ele fica o mínimo de tempo no ponto de ônibus, aguardando o próximo embarque.

O aplicativo também funciona através de monitoramento por GPS, e permite ao passageiro visualizar na tela de seu aparelho celular, o horário exato em que o coletivo fará as paradas. Para aproveitar a novidade, basta acessar uma página da internet e baixar o aplicativo gratuitamente. O site também dispõe de todas as informações de uso. No sistema, o usuário apenas tem que informar a linha de ônibus e pronto, o dispositivo se encarrega de fazer todo o resto. O aplicativo mostra em um mapa, o trajeto do veículo em tempo real. O gráfico facilita para o usuário selecionar o destino e o ponto de ônibus em que ele se encontra. Feito isso, com o recurso é possível saber o tempo exato de espera, entre um ônibus e outro.

Passagem de ônibus em São Paulo sobe depois de quatro anos

Straße mit 2015Fazia um bom tempo que os paulistas não pagavam mais caro para embarcar nos ônibus rodoviários, trens e Metrô disponíveis na capital. O reajuste praticado a pouco mais de um mês, elevando o valor das passagens rodoviárias e dos demais serviços em 50 centavos, foi o último dos quatro anos. O aumento já era previsto em junho de 2013, mas foi adiado depois que manifestantes foram às ruas em prol da manutenção no valor das passagens. Naquela ocasião, a intenção era elevar a passagem de ônibus em São Paulo em 20 centavos, a somar com o valor já cobrado. O reajuste se estende as linhas do Metrô e os trens da CPTM, que operam tanto na capital quanto na região metropolitana de São Paulo.

Para integrar os serviços é preciso desembolsar 20 centavos a mais, já que o valor atual de R$ 4,65 passou a valer R$ 5,45. Apesar do prejuízo no bolso dos passageiros ser relativamente maior do que poderia ter acontecido em 2013, a prefeitura de SP assegura que o preço é menor do que a variação inflacionária destacada para este período, mesmo concordando que a diferença de 30 centavos por cada embarque irá fazer diferença no final do mês. É o que preocupa Marcelo Ramos, de 29 anos. Ele utiliza o ônibus e o Metrô diariamente para fazer o trajeto entre o trabalho e sua casa, e pelas contas que andou fazendo, vai ter uma despesa extra bem incômoda no final do mês

Segundo a prefeitura, o preço da passagem deveria ser de R$ 3,75 na base da apuração dos dados. A indignação com o valor ainda faz com que o Movimento Passe Livre (MPL) sobreviva. Apesar da pouca expressividade, só este ano, o grupo já fez sete manifestações pela revogação do aumento e tarifa zero. Pelo que tudo indica, dificilmente um novo protesto recuará o aumento nos preços das passagens para o transporte público de São Paulo e de outras capitais. Quem lida com o assunto, acha mais válido nesse momento, cobrar melhorias no sistema de transporte, assim como a renovação dos veículos e pontualidades nos horários de embarque.

Compensa comprar passagem rodoviária com seguro?

Seguro para passagens rodoviárias.

Seguro para passagens rodoviárias.

Você sabia que pode contratar um serviço de seguro antes mesmo de comprar as passagens rodoviárias no guichê da auto viação preferida? Pois é, se enganam aqueles que acham que o serviço só pode ser contratado para resguardar danos e roubos causados a veículos próprios. Acontece que as próprias companhias de ônibus podem oferecer o benefício, de forma facultativa. Geralmente esse tipo de seguro garante a cobertura de tratamentos de saúde (médicos, hospital, medicamentos), indenização por invalidez e morte, podendo variar conforme o alcance das coberturas e das cláusulas do contrato. O seguro serve como uma espécie de complemento para cobrir os prejuízos e sinistros ocorridos durante a viagem rodoviária, já cobertos pelo seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre).

Para quem não sabe, o DPVAT é uma tipo de seguro obrigatório que arca por todos os veículos automotores, incluindo os ônibus intermunicipais e interestaduais. Ambos completam a indenização financeiramente. Antes de desembolsar uma adicional pelas coberturas é preciso ficar atento quanto às apólices oferecidas por cada companhia rodoviária, já que todas são obrigadas da disponibilizarem informações a respeito do plano, além de oferecer o serviço de forma opcional. Levando em consideração os benefícios previstos pelo DPVAT, assim como o direito do consumidor em casos de acidentes ou anormalidades provocadas por falhas de responsabilidade da transportadora, nem sempre pagar pelo seguro adicional é um negócio lucrativo.

Apesar de poupar o dinheiro com esse negócio ser uma boa dica, há algumas exceções, principalmente se o passageiro viaja com muita frequência, ou trafega em trechos perigosos, abordo de veículos em má condições de uso. É importante saber que , caso ocorra um acidente decorrente de erro do motorista, falha mecânica ou defeito do veículo, a responsabilidade objetiva é do fornecedor do serviço, ou seja, da mesma empresa de ônibus contratada. Nessas condições, o passageiro poderá buscar os danos patrimoniais e morais na esfera administrativa e, não tendo sucesso deverá recorrer ao Poder Judiciário, mesmo que não tendo adquirido o seguro. Isso não impossibilita que o usuário perca o direito de responsabilizar o fornecedor. Pense nisso!!

Ônibus de São Paulo com ar-condicionado: Realidade ou Sonho?

Ônibus com ar-condicionado em São Paulo.

Ônibus com ar-condicionado em São Paulo.

O calor dentro dos ônibus de São Paulo pode estar com os dias contados, caso a prefeitura cumpra com o que acabou de prometer. Por causa dos recordes de temperatura na capital paulista, a Secretaria de Transportes estuda uma maneira de obrigar todos os veículos rodoviários a circularem com ar-condicionado dentro da cidade. Para isso, precisa criar uma lei que vigore entre os ônibus e micro-ônibus de transporte coletivo, exigindo o uso do climatizador antes mesmo do lançamento da licitação, prevista para o primeiro semestre deste ano. A mudança deve garantir mais conforto para quem anda de ônibus, evitando que os passageiros sofram com as altas temperaturas durante o dia. A boa noticia é que, todos os veículos novos já precisam se adequar e disponibilizar o ar, caso queiram circular na capital.

De acordo com teste realizado durante viagem entre as 14 e 15 horas, no interior de um dos ônibus da linha 809P (Terminal Campo Limpo-Terminal Pinheiros), a temperatura pode ficar até 12°C mais quente do que é registrado nos veículos com refrigeração. Só para se ter uma ideia, enquanto o termômetro de um carro com ar marcou 26,6°C, o ônibus estava registrando temperaturas na casa do 38,8°C. Apenas 60 ônibus de São Paulo estão equipados com ar-condicionado. No total, são quase 15 mil veículos que circulam pelas ruas de São Paulo, sem o aparelho. Proporcionalmente, apenas quatro a cada mil veículos são encontrados com ar-condicionado. É o mesmo que procurar agulha no palheiro, mesmo ainda aumentando o número para 110 até junho deste ano.

Essa é a estimativa que a Secretaria Municipal de Transportes está fazendo, uma realidade pouco empolgante para quem espera viajar com mais qualidade. A expectativa é de que até o final do ano, pelo menos 1 mil ônibus de São Paulo apareçam com o serviço. A viação Campo Belo foi a primeira a implantar o sistema de refrigeração em veículos de São Paulo. Só ela, refrigerou 20 unidades de sua frota. Ao lado da auto viação, as empresas Sambaíba e Via Sul também investiram no serviço. Em veículos de superlotação, o custo para ter o equipamento pode ultrapassar os R$ 45 mil.

Como reservar passagem rodoviária barata?

Compre passagem rodoviária barata.

Compre passagem rodoviária barata.

A internet tem sido uma grande aliada de turistas e viajantes que querem reservar passagem rodoviária a preços mais acessíveis. Além da comodidade na hora de optar pela companhia e pesquisar preços, a tecnologia disponível nos computadores, tablet e celulares está ajudando milhares de brasileiros pouparem o bolso antes de viajar. Graças aos recursos do e-commerce especializado em passagens rodoviárias, Quero Passagem, o usuário pode reservar o bilhete de ônibus entre mais de 3 mil destinos rodoviários, confrontando preços entre as 40 maiores empresas do setor no Brasil. Juntas, as auto viações cobrem 80% dos trechos rodoviários do país, através de linhas de dentro e fora dos Estados. Só no portal é possível garantir um “lugarzinho” antes do veículo embarcar, pagando a tarifa rodoviária em até 12 vezes sem juros nos cartões de crédito e débito.

Apesar das passagens de ônibus interestaduais não sofrem reajustes com frequência, compra-lás com antecedência e ter tempo para pesquisar o melhor tipo de ônibus, pode garantir bilhetes mais baratos, principalmente quando a opção varia entre dia e horário dos embarques. Depois de confirmar o pagamento pela internet, é preciso retirar o voucher no terminal rodoviário para poder viajar. É com ele e um documento de identidade que o passageiro irá realizar a viagem por todo território nacional. A dica é chegar pelo menos meia hora antes do horário previsto para o ônibus embarcar, para dar tempo de ir até o guichê de atendimento e retirar o cupom de embarque.

Em casos de desistência e imprevistos em cima da hora, há também a possibilidade de recuperar o dinheiro ou reembarcar a viagem durante um ano. Quem tem dúvidas sobre as normas e os direitos do passageiro pode acessar o link http://queropassagem.com.br/dicas-de-viagens-de-onibus e esclarecer uma série de dúvidas. O site lançado no final de 2013 disponibiliza informações sobre os principais terminais rodoviários do Brasil e dá muitas dicas de destinos interessantes. Turistas estrangeiros também podem usufruir dos recursos da Quero Passagem, já que o site está acessível nas versões inglês e espanhol, além de garantir reservas com cartões de crédito internacionais.

MPL é contra aumento de passagem de ônibus em São Paulo

Manifestações tomaram conta do Brasil.

Manifestações tomaram conta do Brasil.

Se o preço da passagem de ônibus em São Paulo subir, o “pau vai quebrar”. Esse é o clima que a prefeitura vive, imposto pelos manifestantes do Movimento Passe Livre (MPL), depois de publicarem uma nota em seu site oficial. No anúncio, o grupo reafirmou que não aceitará nenhum tipo de reajuste no valor tarifário das passagens e disse que a população paulista é quem tem de decidir quanto deverá pagar para embarcar. Já faz um tempo que a administração municipal vem estudando a possibilidade de reajustar o bilhete rodoviário que hoje tem o valor de R$ 3. Foi o MPL o grande responsável pelo comando dos protestos que pararam São Paulo e outras metrópoles do Brasil, no meio do ano passado.

O movimento chegou a anular o aumento proposto pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) juntamente com o prefeito Fernando Haddad (PT), que elevava o preço das passagens de ônibus, trem e metrô para R$ 3,20. Além do repudio ao valor praticado, jovens e usuários do serviço rodoviário tomaram as ruas da capital em busca de mais qualidade, segurança e conforto durante as viagens. Segundo o Movimento Passe Livre, o subsídio pago com dinheiro público para as empresas de ônibus só tem crescido no último ano, enquanto os lucros também são obtidos com a superlotação dos ônibus, a remuneração por passageiro, os cortes de linhas e as filas nos terminais rodoviários.

“O transporte deve ser público, acessível para todos e não apenas para aqueles que podem pagar”, diz trecho da nota do MPL. Apesar de não haver nenhum pronunciamento oficial, há grande possibilidade de o preço das passagens subir ainda em janeiro, mês de férias, o que prejudicaria a mobilização de movimentos populares contrários ao reajuste. Até o final do ano, a prefeitura de São Paulo deverá pagar, com subsídios ao sistema de ônibus, R$ 1,5 bilhões. No ano passado, foram destinados para o setor, quase R$ 1,2 bilhões. A auditoria da empresa Ernst & Young é quem vai dizer se há meios de reduzir as contas do transporte público da capital.

Agência de turismo comercializa passagem online há um ano

Quero Passagem trabalha com as melhores auto viações do Brasil.

Quero Passagem trabalha com as melhores auto viações do Brasil.

Esse vai ser o segundo final de ano consecutivo que Marcus Vegilo, viaja de ônibus. O comerciante de 50 anos, residente na capital de São Paulo, abandou as viagens aéreas há dois anos, depois que conheceu os serviços rodoviários da agência de turismo online, Quero Passagem. O site especializado na comercialização de passagens de ônibus completou no mês passado, pouco mais de um ano de existência, e de lá pra cá já consegui conquistar vários clientes com histórias parecidas com a do Marcus. Atualmente o Quero Passagem conta com operação de 36 companhias rodoviárias, que juntas cobrem 80% da malha rodoviária de Brasil. No total, é possível comprar uma passagem online para mais de 3 mil destinos rodoviários.

Além da grande variedade de trechos e de poder comparar o valor entre as melhores empresas do setor, o que chamou a atenção de Marcus foi a forma de pagamento facilitada e a praticidade de se reservar a poltrona. Com as novas implementações do site, é possível apontar o melhor itinerário, selecionando a poltrona preferida pela companhia rodoviária mais barata, além de optar por pagamentos com cartões de crédito e débito, ou boleto bancário, em menos de cinco minutos.

O Quero Passagem tem mais de 200 mil usuários únicos e 500 mil page views mensais, visualizados nas versões português, inglês e espanhol. Outro diferencial que facilita a vida de turistas estrangeiros. Além de poderem usufruir dos recursos oferecidos pelo site, quem mora fora do Brasil também pode comprar as passagens rodoviárias através de cartões de créditos internacionais. A compra de um bilhete pode ser efetivada por meio do PayPal, cartão de débito (Visa), podendo parcelar os valores em até 12 vezes sem juros. A reserva online também é válida através de tablets, celulares e outros dispositivos móveis. Entre os trechos mais procurados no Brasil, os maiores destaques ficam por conta da Região Sudeste: São Paulo-Rio de Janeiro, Rio de Janeiro-São Paulo, Campinas-São Paulo, Belo Horizonte-São Paulo e Belo Horizonte-Rio de Janeiro. Tais linhas representam 30% de todas as vendas e pesquisas do portal.

Descubra como é fácil comprar passagem rodoviária no Natal

Comprar passagem de ônibus na internet.

Comprar passagem de ônibus na internet.

O final de ano se aproxima e com ele, o desejo de curtir as férias longe de casa só aumenta. Quem tem a intenção de viajar e nem se quer sabe pra onde vai, precisa começar a se planejar o quanto antes. Por causa da alta temporada, além dos preços ficarem mais salgados, a disputa pelo melhor serviço de transporte e a disponibilidade nos hotéis e pousadas pode comprometer seriamente o roteiro turístico programado em família. Apesar do corre-corre, comprar passagem rodoviária durante o feriado do Natal, no Réveillon e para o resto do mês, não é nada complicado quando a reserva é feita pela internet. Graças a investimentos em tecnologia, agências de viagens virtuais estão facilitando a vida de turistas que pretendem brindar as festas de final de ano, em outra cidade. Além da segurança e da praticidade do serviço, o conforto e os recursos disponíveis dentro dos ônibus têm surpreendidos passageiros de primeira viagem.

Em apenas cinco minutos, a família toda pode estar com o voucher garantido sem ter que ir ao terminal rodoviário para reservar a poltrona favorita. Especializada na venda de bilhetes rodoviários pela internet, a Quero Passagem lançada no mercado brasileiro há mais de um ano, oferece mais de 3 mil destinos rodoviários pelo Brasil. Os trajetos são realizados pelas 35 maiores auto viações do país e podem ser testados em vários tipos de ônibus, com variação entre valores e itinerários.

As compras de passagens podem ser realizadas no PayPal, cartão de débito (Visa) e até cartões de crédito nacionais e internacionais (destinados aos estrangeiros). Com o computador ligado a internet, celular ou tablet o cliente pode pesquisar e reservar a passagem, em até 12 parcelas sem juros, pagas no cartão. Além da vantagem de conseguir rapidamente o reembolso, em casos de desistência da viagem, optar pelas auto viações garante a estabilidade dos valores, mesmo quando a data e a linha são bem procuradas. Para controlar o nível de satisfação de seus clientes, a Quero Passagem pretende lançar em breve, um sistema de avaliação online que questiona os clientes sobre a qualidade e a pontualidade das viagens reservadas pelo site. Quem responder o questionário por e-mail, ganha descontos na próxima viagem.

Itapemirim reservas de ônibus quer “voar” no ano que vem

Viação Itapemirim tem ônibus moderno e confortável.

Viação Itapemirim tem ônibus moderno e confortável.

A Itapemirim reservas de ônibus quer chegar mais longe no ano que vem. Pelo menos se depender da força dos motores dos novos veículos adquiridos recentemente pela auto viação, essa tarefa não vai ser muito complicada. Até o ano acabar, 15 ônibus do tipo “Rodonaves” já devem estar circulando em linhas interestaduais operadas pela empresa. O novo modelo é perfeito para quem precisa sair de São Paulo com destino a capital carioca ou quer fazer o trajeto ao contrário, com conforto e segurança. Com poltronas inclináveis, descansos para as pernas e vários serviços de bordo, as Rodonaves da Itapemirim, proporcionam bons sonhos durante todo o percurso. O investimento milionário deve diminuir a concorrência pareia entre a companhia de ônibus e empresas aéreas que vendem passagem para os mesmos destinos.

Além do conforto e do preço mais acessível para reservar a poltrona, quem preferir viajar por terra, terá algumas regalias dentro dos ônibus da “amarelinha”. As Rodonaves oferecerão kit lanche personalizado, água gelada, pontos de energia em vários locais do interior do veículo, controle de ar-condicionado individual e ecológico, internet sem fio, e isolamento acústico para evitar barulhos durante a viagem. A disputa entre as passagens rodoviárias e aéreas, também se estende entre os serviços de outras auto viações bem conhecidas dos brasileiros. Um dos casos é o da viação Cometa, que aposta suas fichas nos ônibus Double Decker de dois andares. O modelo do ônibus é um dos mais modernos já em circulação no país, disponibilizando serviços parecidos com o que a Itapemirim tem intenção de oferecer com a nova aquisição.

Além da companhia Cometa, uma das mais famosas em operação de linhas interestaduais do estado de São Paulo e conexões com cidades da região sudeste do Brasil, a viação São Geraldo e a companhia Penha, junto da viação 1001 são outras opções que também já integraram em suas frotas, o tipo de ônibus com essas características. A expectativa da direção da viação Itapemirim para o ano que vem é elevar o nível de satisfação do seus clientes, mantendo a boa qualidade nos serviços prestados e no atendimento antes, durante e depois da viagem.

Passagem de ônibus em São Paulo vale para integrações

Integrações rodoviárias facilita vida de usuários de ônibus.

Integração rodoviária facilita vida de usuários.

O sistema de transporte rodoviário do município de Santa Bárbara d’Oeste, localizado no interior do estado de São Paulo, passa a integrar as viagens de ônibus, através de baldeações, a partir do próximo domingo (19). A operação garantirá aos passageiros que embarcam portando o Cartão Integração, as viagens rodoviárias de um local para outro dentro da cidade, em um período máximo de uma hora, reservando apenas uma passagem rodoviária. Segundo a prefeitura, por dia, o cidadão poderá realizar até quatro integrações, pagando apenas uma vez pelo serviço. Mais de 300 mil moradores dependem do transporte coletivo para ir até o trabalho, estudar ou ter acesso a outros serviços básicos, e por isso, o projeto é tão importante.

“Quem mora no bairro Cruzeiro do Sul e não tem carro para chegar até a região da Avenida Santa Bárbara ou Distrito Industrial, com intuito de trabalhar, pode contar com os ônibus municipais, comprando apenas uma passagem de ida e uma para volta”, explicou o chefe do Departamento de Transportes da Prefeitura, José Vladeir Truzzi. Desde o início das integrações nas viagens, a cidade paulista passou a ser dividida em sete setores, para que o projeto de integração da passagem de ônibus em São Paulo, pudesse ser viabilizado com sucesso. Sendo assim, o Terminal Urbano Central foi o escolhido para ser o ponto de referência das intermediações rodoviárias.

Quem ainda não tem o cartão que dá direito às baldeações, pode adquirir o benefício através de apresentação de documentações pessoais no Departamento de Transportes de Santa Bárbara d´Oeste, que fica na Praça João XXIII, s/nº, em frente ao terminal rodoviário da cidade. O atendimento funciona todas as segundas as sextas-feiras, das 7h às 17h e também pode ser feito por telefone. Santa Bárbara d’Oeste é uma cidade pertencente a microrregião de Campinas. Composto por uma área de mais de 250 km², o município tem pouco mais de 180 mil habitantes e um significativo potencial turístico, que eleva o número de sua população durante feriados prolongados e finais de semana.